Long Distance Relationships

São quatro anos com o M. Ok. Nesses 4 anos, ficamos 9 meses terminados. Ele teve uma crise existencial, achou que não podia lidar com um relacionamento à distância e que os sentimentos dele estavam confusos. Após perceber que estava completamente perdido sem mim (ounnn), comprou uma passagem e veio all the way from England para termos uma conversa e decidirmos o que iríamos fazer (admito, meu coração sempre foi dele, mesmo nesses 9 meses em que não estávamos “juntos“).

Aliás, juntos é uma palavra que mesmo estando presente em nosso vocabulário, tem um significado diferente. Juntos significa dedicar tempo ao outro. Deixar de sair pro buteco com os amigos para passar horas na frente do computador conversando via Skype. Significa mandar mensagens dizendo como a festa seria melhor se ele estivesse presente. Significa pensar nele 24 horas por dia, 7 dias por semana. Significa fazer contagem regressiva para o dia em que nos veremos de novo.

Logo, esse significado irá mudar. Iremos ao shopping de mãos dadas, à festas acompanhados um do outro, ao cinema, ao restaurante, ao parque, tudo JUNTOS. Como eu queria poder ter mais oportunidades de passear com meu namorado, de mãos dadas, quando quiser.

Mas então, relacionamentos à distância são muito difíceis. A carência é demais. Imagine o que é ter um namorado (a) e não ter essa pessoa por perto. A confiança é um pré-requisito. Aviso àqueles (àquelas) que estão prestes a embarcar nessa viagem! Se você não confia piamente no seu amado (amada), nem se desgaste tentando esse tipo de relacionamento. Quando me falam que ele deve estar com num pub, chegando nma inglesa, linda, loira e peituda, digo que sei onde ele está, e que confio nele. Até porque se ele me fala que vai a uma festa, e eu digo que não, ele pode muito bem falar ok, vou dormir. Desliga o computador, o celular e pronto, dá o perdido.

Apesar dos pesares, consigo ver um lado bom no relacionamento a distância. Tudo é mais intenso. Os abraços, os beijos, os carinhos. Você, querendo ou não, cria uma amizade com seu namorado que, honestamente, não se vê por ai em todos os casais. Quem não conhece um casal que raramente conversa, só se atracam e quando abrem a boca é para falar coisas com voz de bebê ou brigar? M. e eu conversamos sobre tudo! Política, futebol, religião, ciência, extra-terrestres (rs), moda, diferenças culturais, trabalho, etc. Quando estamos juntos, não brigamos. Aproveitamos nosso momento ao máximo (ainda que inclua programas de índio, ou dias intermináveis de chuva e vento – estamos falando da Inglaterra, lembrem-se rs).

Admito que cheguei no meu limite de relacionamento à distância. Quero um namoro normal, ver meu namorado quando quiser, falar com ele ao telefone sem medo da conta, mandar msgs sem antes ter que ligar para a operadora para habilitar o serviço de mensagem internacional. Não ter que depender de um computador para poder conversar e ver seu novo corte de cabelo!

Ainda bem que esse dia está chegando! O dia que o computador ficará de lado.
16 dias!!!!

Anúncios

Círculos Ingleses

Hoje, apareceu na internet umas fotos de um crop circle (círculo inglês ou círculos nas plantações) de cerca de 90m, com 193 círculos. Um dos mais complexos crop circles da atualidade. Mas o que são os Crop Circles?
Bom, quem conhece a Inglaterra (melhor dizendo, ingleses), sabe que eles acreditam nessas coisas de fantasmas, extra-terrestres. Eles juram de pés juntos que o que fazem os crop circles são extra-terrestres (até porque, normalmente eles surgem da noite pro dia). Alguns crop circles tem tamanha complexidade que, mesmo que não acreditemos na possibilidade de vida extra-terrestre ficamos com uma pulga atrás da orelha. Como é possível surgir esses desenhos, da noite para o dia, de forma tão complexa e perfeita?

Há diversos fatores a serem analisados para que se comprove a “veracidade” dos crop circles. Analisa-se se houve mutações nas plantas, muitas vezes mutações celulares (seus caules apresentam nós não condizentes com o crescimento normal); o perfil magnético registrado por um magnetômetro imita a forma real do círculo; há rastros de materias magnéticos impregnados nas plantas; não há o corte das plantas, elas são amassadas; não há vestígios de ação humana como pegadas, marcas de pneus, combustível, ferramentas cortantes. Para complicar a explicação do aparecimento dos crop circles, alguns deles apresentam isótopos que são sintetizáveis apenas em laboratórios como telúrio, vanádio, bismuto, európio e itérbio.

Obviamente que muitos crop circles são falsos. São usados, inclusive, como mecanismos de marketing, fazendo propagandas de produtos e serviços.

Crop Circle achado recentemente em Wiltshire.


Propagandas/ Crop Circles Falsos


Complexidade de um Crop Circle

Só conversa

Fui ontem com minha amiga no Lord Pub (decepção, não tem nada dos pubs ingleses). Minha amiga com o namorado e os amigos dele e eu lá… meio que deslocada. Odeio essas situações. Eis que surge Vinícius. Ficamos conversando boa parte da noite. Não sei se foi pelo fato de eu não ter dado abertura para ele chegar em mim, ou se realmente ele não é desses que chega em qualquer menina que começa a conversar com ele.
Sim, sentindo-me sozinha, na primeira oportunidade, comecei a conversar com ele, comentando que não tinha mesas suficientes ou lugares para deixarmos as garrafas e copos. Foi a deixa perfeita para fazer mais um amigo e ter uma boa conversa por um tempão, somente interrompida porque um amigão meu chegara no pub e eu tinha que encontrá-lo.

É uma pena essas situações não serem mais comuns. Quem não gosta de conhecer pessoas? Às vezes você quer apenas conhecer alguém, mas ai o garoto acha que você dá dando mole e pá! Chega em você. Você fala que não rola e pronto, acabou o papo.

Meninos, sentimos falta de conversa! Quem sabe se você for gente boa, ter uma boa conversa, podemos até dar uma chance para vocês. Peguem nosso telefone, chamem para sair!

Com o Alemão na Cabeça

Papo entre minha vó e eu.

– Por que sua mãe não veio?
– Ela tá no salão vó.
– Ela vai sair?
– Vai. Vai no casamento da filha de Carminha.
– Sua tia Lurdinha também vai. Você vai?
– Não, vou sair com minhas amigas.
– Aonde você vai?
– Num pub, chama Lord.
– E sua mãe? Tá em casa? Por que ela não veio?

3 semanas

Em três semanas estarei no avião a caminho da Inglaterra. Yupi!! Mal posso esperar! Porém, ainda tem taaaanta coisa para comprar, tanta coisa para escolher, roupas para lavar, passar, colocar na mala, ver se cabe em uma mala. A carta da Mark ainda não chegou! Ainda não comprei meu seguro. Nem comprei as libras, nem nada!

Ai ai…

God Save… Defoe

Hoje a Inglaterra ganhou um novo herói. Defoe. Quem é? É um jogador de futebol inglês que conseguiu fazer o único gol do time no jogo entre Inglaterra e Eslovênia. O placar foi bem mixuruca, mas foi suficiente para garantir a vaga na próxima etapa da Copa do Mundo.

Os eslovenos, coitados, até o último minuto, achavam que estavam classificados, porém, os Estados Unidos marcaram um golzinho no final do jogo, ficando assim em 1º lugar na chave, tendo a Inglaterra em 2º.

A Rainha deve estar ultra feliz né?! rs.

Permissão Internacional para Dirigir

Agora a pouco chegou aqui em casa minha Permissão Internacional para Dirigir (PID), a famosa carteira internacional de motorista. Fiquei meio decepcionada com ela. Achei que seria uma carteirinha de pvc, bonitinha, mas não. Ela parece um folheto. Tô arrasada rs.
Muita gente acha que é bobagem pagar pela PID, mas acho que é melhor previnir do que remediar. A carteira é fruto da Convenção sobre Trânsito Viário, celebrada em Viena, de 68. Ela abrange mais de 100 países. Tem alguns países que aceitam a carteira de habilitação nacional, mas se você quiser alugar um carro, algumas locadoras somente o permitem mediante apresentação da PID.


Abaixo a lista de países que aceitam a PID.

Convenção de Viena:

África do Sul, Albânia, Alemanha, Angola, Argélia, Argentina, Austrália, Áustria, Azerbaidjão, Bahamas, Barein, Belarus (Bielo-Rússia), Bélgica, Bolívia, Bósnia-Herzegóvina, Bulgária, Cabo Verde, Cazaquistão, Chile, Cingapura, Colômbia, Coréia do Sul, Costa do Marfim, Costa Rica, Croácia, Cuba, Dinamarca, El Salvador, Equador, Eslováquia, Eslovênia, Estados Unidos, Estônia, Federação Russa, Filipinas, Finlândia, França, Gabão, Gana, Geórgia, Grécia, Guatemala, Guiana, Guiné-Bissau, Haiti, Holanda, Honduras, Hungria, Indonésia, Irã, Israel, Itália, Kuweit, Letônia, Líbia, Lituânia, Luxemburgo, Macedônia, Marrocos, México, Moldávia, Mônaco, Mongólia, Namíbia, Nicarágua, Níger, Noruega, Nova Zelândia, Panamá, Paquistão, Paraguai, Peru, Polônia, Portugal, Reino Unido (Inglaterra, Irlanda do Norte, Escócia e País de Gales), República Centro – Africana, República Democrática do Congo, República Checa, República Dominicana, Romênia, San Marino, São Tomé e Príncipe, Seichelles, Senegal, Sérvia e Montenegro, Suécia, Suíça, Tadjiquistão, Tunísia, Turcomenistão, Ucrânia, Uruguai, Uzbequistão, Venezuela e Zimbábue,

Princípio de Reciprocidade:

Angola, Argélia, Austrália, Canadá, Cabo Verde, Cingapura, Colômbia, Coréia do Sul, Costa Rica, El Salvador, Equador, Estados Unidos, Gabão, Gana, Guatemala, Guiné-bissau, Haiti, Holanda, Honduras, Indonésia, Líbia, México, Namíbia, Nicarágua, Nova Zelândia, Panamá, Portugal, Reino Unido (Inglaterra, Irlanda do Norte, Escócia e País de Gales), República Dominicana, São Tomé e Príncipe e Venezuela.

Ainda nos países onde o Princípio da Reciprocidade (em outras palavras, o que vale lá, vale cá) é aplicado as empresas de locação de carros exigem a PID. Ela custa cerca de R$95.00, e demora até 10 dias úteis para chegar. A minha chegou após 4 dias úteis! Um recorde se tratando em época de copa!
PS: já estou aqui na inglaterra, e apesar de constar que aqui funciona o principio da reciprocidade (ou seja nao é necessario a carteira internacional), as agencias de locacao de veículos exigem a apresentacao das duas: da nacional e da internacional. Senao, nada de alugar carros por aqui.

Brasil x Costa do Marfim

Então, depois do joguinho meia boca que tivemos que presenciar na terça feira, o jogo de ontem foi consideravelmente melhor. Luiz Fabiano desencantou e fez gols (ok, com a ajudinha da mão, mas se a França foi qualificada para a Copa do Mundo com aquele gol de mão, tirando o lugar da Irlanda, quem somos nós para criticar o gol dele, certo?!). E outra, não foi bem um gol de mão, e sim de bíceps, conforme mostro na foto abaixo!

A seleção fez 3 x 1. Placar bom. Jogamos bem. Gostei do jogo e mais ainda do fato de estarmos qualificados para a próxima fase. Pena que a Inglaterra está numa situação crítica!

Inglaterra – Cornish Pasty

A menos de um mês do meu embarque para a ilha britânica, vou falar um pouquinho sobre meu fast-food favorito, o cornish pasty. Ele lembra um pastel assado, mas quando comemos, hmmm, não tem muito de pastel não.

São diversas lojas, quiosques espalhadas por toda Inglaterra, mas eu sou fã mesmo da West Cornwall Pasty Co. Não se sabe ao certo como surgiu o cornish pasty, sabe-se, no entanto que ele é sempre relacionado aos mineiradores de estanho da região de Cornwall que não podiam voltar à superfície para comer. Sujos de minério e poeira, eles podiam comer, segurando pela crosta onde é enrolado, sem colocar as mãos sujas no alimento. Depois de comer, jogavam a borda fora.
Ele é delicioso, e se você está com uma certa pressa, não quer perder tempo, ele é ideal. Não precisa muito esforço! Se pedir para viagem (na Inglaterra fala-se take away), ele virá num saquinho de papel. Sem contar que, querendo ou não, sendo fast-food ou não, é uma comida tão inglesa como o Big Ben!

No West Cornwall Pasty Co. você ainda tem as deliciosas chunky potato wedges (moleza de fazer. Corte as batatas em tiras grossas, se quiser, nem precisa descascar. Coloque num recipiente com azeite de oliva e pimenta do reino. Com as batatas banhadas no azeite, coloque-as numa forma, salpique um pouco de sal e pimenta do reino, e coloque no forno, pré-aquecido a 220ºC por 50 minutos). Hmmm só de pensar dá água na boca!

Para fazer o cornish pasty tem esse vídeozinho no link, com a receita (em inglês, mas nada que o google não resolva. vá no ferramentas de idiomas, na página principal do google, e coloque o endereço do link que ele traduz – porcamente – toda a página, e o vídeo dá pra entender mesmo sem falar em inglês).