Long Distance Relationships

São quatro anos com o M. Ok. Nesses 4 anos, ficamos 9 meses terminados. Ele teve uma crise existencial, achou que não podia lidar com um relacionamento à distância e que os sentimentos dele estavam confusos. Após perceber que estava completamente perdido sem mim (ounnn), comprou uma passagem e veio all the way from England para termos uma conversa e decidirmos o que iríamos fazer (admito, meu coração sempre foi dele, mesmo nesses 9 meses em que não estávamos “juntos“).

Aliás, juntos é uma palavra que mesmo estando presente em nosso vocabulário, tem um significado diferente. Juntos significa dedicar tempo ao outro. Deixar de sair pro buteco com os amigos para passar horas na frente do computador conversando via Skype. Significa mandar mensagens dizendo como a festa seria melhor se ele estivesse presente. Significa pensar nele 24 horas por dia, 7 dias por semana. Significa fazer contagem regressiva para o dia em que nos veremos de novo.

Logo, esse significado irá mudar. Iremos ao shopping de mãos dadas, à festas acompanhados um do outro, ao cinema, ao restaurante, ao parque, tudo JUNTOS. Como eu queria poder ter mais oportunidades de passear com meu namorado, de mãos dadas, quando quiser.

Mas então, relacionamentos à distância são muito difíceis. A carência é demais. Imagine o que é ter um namorado (a) e não ter essa pessoa por perto. A confiança é um pré-requisito. Aviso àqueles (àquelas) que estão prestes a embarcar nessa viagem! Se você não confia piamente no seu amado (amada), nem se desgaste tentando esse tipo de relacionamento. Quando me falam que ele deve estar com num pub, chegando nma inglesa, linda, loira e peituda, digo que sei onde ele está, e que confio nele. Até porque se ele me fala que vai a uma festa, e eu digo que não, ele pode muito bem falar ok, vou dormir. Desliga o computador, o celular e pronto, dá o perdido.

Apesar dos pesares, consigo ver um lado bom no relacionamento a distância. Tudo é mais intenso. Os abraços, os beijos, os carinhos. Você, querendo ou não, cria uma amizade com seu namorado que, honestamente, não se vê por ai em todos os casais. Quem não conhece um casal que raramente conversa, só se atracam e quando abrem a boca é para falar coisas com voz de bebê ou brigar? M. e eu conversamos sobre tudo! Política, futebol, religião, ciência, extra-terrestres (rs), moda, diferenças culturais, trabalho, etc. Quando estamos juntos, não brigamos. Aproveitamos nosso momento ao máximo (ainda que inclua programas de índio, ou dias intermináveis de chuva e vento – estamos falando da Inglaterra, lembrem-se rs).

Admito que cheguei no meu limite de relacionamento à distância. Quero um namoro normal, ver meu namorado quando quiser, falar com ele ao telefone sem medo da conta, mandar msgs sem antes ter que ligar para a operadora para habilitar o serviço de mensagem internacional. Não ter que depender de um computador para poder conversar e ver seu novo corte de cabelo!

Ainda bem que esse dia está chegando! O dia que o computador ficará de lado.
16 dias!!!!

Anúncios

4 pensamentos sobre “Long Distance Relationships

  1. Ahh, namorar a distância deve ser uma barra mesmo. Ainda mais internacionalmente, como é seu caso! Mas como já dizia Goeth, pra quem ama, Bagdá é perto.Que bom que vão poder aposentar o computador!Bjoss

  2. Eu preciso dizer que amei de cara duas coisas: o layout e o nome do seu blog. Fantástico!Quanto ao post, achei a coisa mais linda desse mundo. Não conheço a história de vocês, mas conheço isso de namorar à distância… E nada melhor que acabar com esse empecilho. Muita sorte e muita felicidade nessa nova vida 🙂

  3. Vim ao seu blog e estava lendo o post de cima sobre vodka e me chamou atenção o título, conheço bem o namorar a distância, por menos tempo que você mas é isso tudo mesmo, muito mais intenso, skype, paciência, confiança e amizade, conversamos de tudo, ele é alemão, mora em Munique, já veio ao Brasil e estou indo dia 10 para lá, espero que termine tudo certo porque sabe aquela sensação que este é o certo, então, é isso.

  4. Olha, vou falar que namoro à distância é complicadíssimo mesmo. Quando eu decidi vir passar esse ano aqui em Londres, conversei com o meu namorado e ele decidiu vir também. Passaram-se quatro meses (pouquíssimo tempo) e eu já estava meio perdida na relação. Agora ele está aqui, o começo foi meio estranho, mas agora está tudo bem. Que bom que vocês vão ficar juntos novamente, andar de mãos dadas no shopping com o namorado é TUDO DE BOM rsrsrs!! Bjos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s