Protestos em Londres

Quantas vezes (por dia) você reclama que o preço da mensalidade da escola, da universidade, da passagem de ônibus, da tarifa do taxi estão caras? Pelo menos umas trezentas e duas né?! Quantas vezes você já fez algo para mudar isso? Sei lá… escreveu uma carta pro dono da empresa do ônibus falando para ele maneirar, falou com o diretor da escola que se ele não abaixasse a mensalidade, você matricularia seu filho na escola rival, que é o mesmo preço, que sentou na área de convivência da universidade e se recusou a entrar em sala com tantos outros colegas, num manifesto contra o aumento do valor pago à instituição? Deixe-me adivinhar… NUNCA?

Eu me lembro de uma manifestação a qual eu participei. Estava no colégio, 8ª série, 14 anos de idade. Na volta às aulas, depois do recesso de julho, descobrimos que o Colégio Loyola havia demitido os professores de educação física mais velhos (e adorados) e deixaram somente os novinhos, que ninguém tinha qualquer afeição.

Centenas de estudantes, vestindo preto, sentaram em frente ao colégio, na Av. Do Contorno, em Belo Horizonte, literalmente parando o tráfego de veículos numa das mais movimentadas avenidas da cidade. Foi chamada a cavalaria da PM e nos colocaram dentro de salas. Os alunos que estavam vestindo preto levaram ocorrência (ou advertência, ou papelzinho) para casa, os que não quiseram ser punidos novamente, simplesmente vestiram o uniforme novamente. O colégio nunca deu qualquer satisfação quanto ao episódio. Nenhuma explicação do porque da demissão de professores tão queridos, e nós, honestamente, nunca cobramos.

Beleza, e você tá me contando isso por quê?

Provavelmente saiu nas manchetes dos principais jornais sobre o protesto dos estudantes em Londres. Eles protestam contra o aumento das fees (espécie de taxa), educação após os 16 anos (aqui na Inglaterra, a escola termina aos 16 anos. Depois se vai para a College, onde se fazem cursos técnicos ou básicos, como Engenharia sem especificidades), financiamento estudantil para aqueles de classes mais pobres, entre outros (que inclui estudo nas penitenciárias).

Às vezes acho que estamos anos-luz atrás dos britões, e talvez europeus, no quesito de brigar pelos seus interesses. Muitas pessoas que estavam nos protestos não serão afetadas com as mudanças que o parlamento pretende fazer nos sistema educacional, mas estavam ali, porque sabem que, de uma forma ou de outra, as consequências irão afetar a todos.

Infelizmente, os protestos tem saído do controle. Praças tem seus bancos quebrados, prédios são invadidos e têm andares inteiros depredados, pessoas são feridas. Sabe aquela velha frasezinha “aí, você perdeu a razão”. Protestos são sempre salutares. Principalmente quando se trata de assuntos tão importantes como a educação, mas peraí! Sua liberdade termina quando começa a do outro. Eles estão querendo que o governo não faça cortes de orçamento, mas mesmo assim destroem tudo que veem pela frente! Querem ser ouvidos, mas atacam o carro que levava o Príncipe Charles e a Duquesa da Cornuália, Camilla (adoro o fato que ela é duquesa da cornuália! Piadinha é que, Diana – que Deus a tenha – não foi a mais fiél das esposas. Charles é corno. Cornuália… tu du du pá! Tchan). Eles perderam a razão. As pessoas, que antes apoiavam os protestos pela causa, estão, agora, temendo os estudantes.

Carro que transportava Príncipe Charles e a Duquesa da Cornuália, Camilla.

* imagens da Agencia Routers

Anúncios

3 pensamentos sobre “Protestos em Londres

  1. Acho que esse tipo de protesto com vandalismo no meio ficou ultrapassado. A coisa é organizada abertamente e acaba virando um espetáculo produzido para as câmeras, que já estão lá posicionadas esperando a confusão acontecer. A velha greve ainda funciona razoavelmente na França, apesar de a manifestação deles tb envolver brigas vez ou outra. Vc tá certa quando diz que o Brasil é atrasado e que nós deveríamos lutar mais pelas causas. Mas talvez seja a hora de inventar algo mais moderno e eficaz para essas lutas…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s