Já bateu saudade

Mal cheguei e já nao quero estar aqui.

Nesses 10 dias, segurei minhas lágrimas, já que sofro do mau de antecipacionis croniculis, que me faz sofrer com bastante antecipacao qualquer evento que se aproxima. Consegui segurar minhas emoções até momentos após já ter feito o check in no aeroporto.

No PUB do Heathrow (tinha que tomar a última ginger beer néam?!) a garçonete ficou até com dó. Me ofereceu vários lenços de papel tamanha a quantidade de fluídos lacrimais que escorriam bochechas abaixo. Minha pele chegou a ficar sensível. Vermelha como se estivesse morrendo de gripe, com uma dor no peito inigualável. Como é difícil despedir daquele para quem voce enfrenta mundos e fundos para estar juntos. Como é difícil despedir daquele que tem a posse e propriedade do meu coracao (cheesy moment – cheesy music playing now).

Uma vez, aqui mesmo, postei sobre home is where your heart is. O meu definitivamente nao está em Belo Horizonte. Definitivamente. O meu coração tem endereço certo. Destino sabido. Deve ser por isto, também, que voltar para cá é tao difícil, doloroso, lacrimejoso. Nao ligo de morar aqui ou lá. A importancia toda está onde Mr. M está em relacao a mim. Qualquer distancia aceitável é aquela de, no máximo, 1,5 km de distancia da minha residencia. Máximo.

Mas já estou de volta. Feliz por ter conhecido o (meu, o seu, o nosso) Madrugador, feliz por ter ido a Bath e mais ainda por ter acrescido 350 milhas na minha contabilidade de milhas percorridas na mao inglesa (contabilizo atualmente impressionantes 1.300 milhas dirigidas).

Logo farei alguns posts sobre esta minha visitinha a terra da rainha que eu amo tanto.

Anúncios

8 pensamentos sobre “Já bateu saudade

  1. Cherry, lendo a sua postagem aprendi uma verdade. Sempre me questionei o por que de morar aqui ou ali. Nunca obtive a resposta. Você sabiamente resolveu essa incógnita:
    “home is where your heart is”

    Muito legal e verdadeiro esse raciocínio.
    Um abraço.
    Manoel

  2. Sei exatamente a tristeza que você está sentindo…A senti por muito tempo…Hoje só sinto um buraco no peito, um vazio de uma história que infelizmente não teve um final feliz…Boa sorte. Só nós sabemos o quanto é difícil.

  3. Ai Meldelllllllllls eu adoro essa história de amorrrrr
    Mr M tá enrolando muito a senhorita!!! Quidê o pedido de joelhos??
    Cadê??

    Ai mimimi eu sem bem como é essa sensação, só que meio que não.
    Toda vez que vou à Dublin eu choro de saudades, saudades da vida de sortera hahaha

  4. Putz… ia comentar algo, mas li a Bruna e estragou tudo… hahahaha. Menina maluca! Essas milhas tb me fizeram muito bem… conheci uma amiga, ganhei pinga, doce de leite… Agora, mais do que nunca, vou tentar arranjar aquele esquema do passaporte com os nigerianos… ;P
    Fique bem, querida!
    bjao

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s