Au Pair – Updated

Quando fui para a Inglaterra a primeira vez, por um erro de informação do oficial de imigração que me informou que eu poderia trabalhar normalmente, procurei uma família e  aprendi muito. Tive SORTE em achar uma família assim. Ganhei na loteria! Mantenho contato com eles até hoje, e tenho muito carinho por todos!

Não digo que fui exceção à regra, mas sei de inúmeros casos de fraudes, de retenções de passaportes, e exploração.

Segundo o Home Office, existem algumas regras para se tornar uma au pair. “pessoa jovem de quaisquer dos países abaixo listados que desejam aprender inglês, poderá fazê-lo vindo ao Reino Unido para viver por no máximo 2 anos como membro de uma família que fale a língua inglesa morando aqui. De um/uma au pair é experado que ajude nos serviços de casa e tome conta das crianças por até 5 horas por dia, 5 dias por semana”.

Vamos frizar alguns pontos.

– primeiro você deve pertencer a algum país que tenha sido signatário de um tratado.

– você, se pertencer a este país, poderá ficar por NO MÁXIMO 2 anos.

– o trabalho esperado, apesar de falar de serviços domésticos, são sempre em relação às crianças e tarefas que o resto da família também faça. Ou seja, se só você passa aspirador de pó, lava as roupas, lava a louça, cozinha e passa roupas tem algo muito errado.

– o trabalho deve ser de no máximo 5 horas por dia, no máximo 5 dias por semana.

No site do Home Office os países listados são: Andorra, Bosnia-Herzegovina, Bulgária, Croácia, The Faroes, Macedônia, Mônaco, Romênia, San Marino, Turkia e Groelândia.

“Mas Dona Miss Cherry, e se eu tiver cidadania européia?”

Simples. Você poderá entrar na Inglaterra NORMALMENTE e lá resolver os trâmites para virar au pair. Mas se não for de nenhuma nacionalidade acima listadas (européia – leia-se país integrantes da União Europeia – ou da lista acima) você será ilegal!

Sobre as agências, não posso falar muito delas. Me cadastrei em um site, que não consegui achá-lo. Então meu conselho é nunca pague nada que eles peçam. Peça fotos, faça video chat com a família, pergunte, indague… Jogue o nome das agências no google, procure reviews.

—- Mais informações http://www.homeoffice.gov.uk