Rena minha!

Imaginem a cena, eu e Mr. M andando no Convent Garden. Sabe aquelas andanças sem rumo, sem qualquer preocupação de onde ir, onde chegar? Estávamos assim. Decidimos comer alguma coisa, fomos no Tesco que tem ali do lado (prá economizar né!? Porque parece que até as pasties do Convent Garden tem uma taxinha extra) e voltamos para a meiuca para comer e ver as apresentações que sempre acontecem. O que aconteceu, na verdade, foi que não tinha nenhum banquinho livre, nem meio fio (calçada, passarela, vá de acordo com seu estado). Então fomos comendo e andando. Até que demos a volta no prédio principal do Convent Garden. E quem eu encontrei lá, quem? Quem?

Uma rena linda!! Aliás, duas (mas como uma não me deu bola, eu vou ignorá-la). Até alimentei a rena! Amor a primeira vista! Linda! Foi a primeira vez que eu vi uma rena de verdade (antes só as de plástico do shopis e as fake – cachorro com arco de rena)!

Morri de dó, porque elas passaram o dia inteiro num cubiculo 2x2m. Ah se pudesse levar para casa!