Praticidade Inglesa

Nunca vi gostarem tanto de Natal como os ingleses. Parece que eles literalmente vivem para o Natal, assim como muitos de nós, brasileiros, vivemos para o Carnaval (não me incluo nesse nincho. Carnaval para mim já passou. Prefiro uma coisa mais tranquila, ainda que seja ficar em Belo Horizonte – praticamente um pedido de ajuda profissional, admito).

As lojas já tocam músicas de Natal, decorações então, nem se fala (minha mãe coleciona aquelas casinhas, bonitinhas, que acendem as luzinhas, que tem padaria, confeitaria, tremzinho, imaginem o tanto que não estou louca para comprar 300 casinhas para ela? Mas e a mala?!). Em Chichester, saiu no jornal que foi votado, e diante das dificuldades financeiras enfrentadas pelo município, esse ano não haverá luzinhas de Natal espalhadas pela cidade. A população ficou absolutamente louca, e agora, será feita nova votação.

Mas então, aqui se compra presente para todos da casa (o que muito se diferencia da minha onde apenas mamys gasta seu suado dinheiro para comprar presentes pra filharada – eu, meu irmão e meu padrasto – e volta e meia ganha um ou dois), cartões de Natal são algo que não pode faltar, bem como uma bebidinha na manhã de Natal que é uma mistura de suco de laranja com champagne (E sim, é uma delícia). Como todos ganham presentes, já imaginou a confusão, o desespero que é comprar tantos presentes?

Como solução, muitas lojas, como a Debenhams, fazem kits, bem baratinhos, para você poder presentear seus amados, sem erro (oke, admito, presentear suas amadas – raramente vejo kits para homens).

Solução perfeita. Não posso dizer que os produtinhos são da MELHOR qualidade, mas os que eu tenho, são bons sim.

 

Nada se cria… #2

Assim que abri o site da Globo.com um pop-up me chamou atenção. Era da Dijean. De início ignorei como sempre faço com pop-ups e continuei a ler as manchetes do site. Tinha uma da Britney e sua famosa calça de moleton manchada. Obviamente cliquei (adoro saber que as famosas são “gentem como a gente”). Ai assim que vi a Britney me lembrei do pop-up que acabara de ignorar. Apertei um F5 e lá estava ele.
Se tratava de uma bota HORROROSA (me desculpe quem gosta), que volta e meia as famosas usam por ai. Ela só não é pior porque não tem jeito mesmo! Podem ser confortáveis, quentinhas, mas nada justifica.
Dá uma olhadinha no que eu to falando.

Sim, essa sou eu. Não comprei a bendita. Como podem ver, estou na loja de sapatos. Tirei a foto para zoar, rir e mostrar às minhas amigas o que as inglesas adoravam colocar no pé, e eu simplesmente não entendia como elas não percebiam como elas são feias. Elas servem como pantufas. Mas para sair na rua!? Não, definitivamente não.
A inspiração da Dijean foram as Ugg (Argh como eu costumo falar rs). Uma marca australiana que fizeram originalmente as botinhas com lã de ovelha. Na década de 30 eram usadas por fazendeiros, e, nos anos 60 por surfistas. Ao passar dos anos se tornou um sapato comum para usar em casa durante o inverno australiano. (fonte: http://www.fashionbubbles.com/moda/croc-no-verao-ugg-boots-no-inverno/)